Google+ Followers

sábado, 17 de janeiro de 2009

A Divisão Territorial do Trabalho.

Quando a sociedade humana começa a interferir na paisagem natural modificando-a de acordo com suas necessidades e não mais apenas aproveitando o que esta lhe oferecia, criando outros gêneros de vida além do extrativo, tais como o pastoril e o agrícola, começa a haver a fixação desta sociedade em determinados locais que lhes eram favoráveis.
Mas a divisão do trabalho só surgirá quando aqueles que produzem, sentindo-se ameaçados por invasores que vinham em busca da produção e das boas condições existentes no local, solo fértil, água potável entre outras, concordaram em produzir além de suas necessidades de sobrevivência para que outros se encarregassem da proteção e, sentindo-se impotentes contra a fúria da natureza, que, de tempos em tempos, lhes ceifava vidas e lhes destruía ou impedia a produção de alimentos, acharam justo que uma parte deste excedente de produção fosse destinada a alguns que lidassem apenas com o culto aos deuses.
A cidade surge quando os “soldados” se reúnem em fortificações e os religiosos em templos e mosteiros, ao redor dos quais outras habitações, a dos servos especializados, que igualmente deixaram de ser produtores diretos, são edificadas.
Com a instituição da propriedade privada, até então tudo era apropriado em comum, consolidam-se as classes sociais e a luta de classes, que, por sua vez, faz surgir o Estado cuja função é a de atenuar o choque entre ricos e pobres, protegendo o direito à propriedade.
Nesse ínterim, a cidade diferencia-se enormemente do campo, conforme Singer (1978):

A cidade não inventa o comércio, mas muda-lhe o caráter, transformando-o de mero escambo irregular de excedentes agrícolas em intercâmbio regular de bens de luxo, em geral manufaturados. Com a cidade surge a produção regular e especializada de bens mais sofisticados (amuletos, jóias, armas) de cujo intercâmbio generalizado se destaca uma mercadoria que, pouco a pouco, se transforma em equivalente geral de todas as outras, tornando-se moeda, e é a troca monetária que finalmente torna possível a ampliação da divisão social do trabalho...
...A constituição da cidade é, ao mesmo tempo, uma inovação na técnica de dominação e na organização da produção.

As novas técnicas criadas pela cidade, tais como a roda, diminuem distâncias, dominam outros territórios antes impróprios à produção (drenagem de pântanos, irrigação de terras secas etc.) e impõem modas de vestuário, despersonalizando o campo para torná-lo dependente dos produtos manufaturados.
Moreira (1998) faz referência ao surgimento dos três modos de produção, que, nesta transição, aglutinam os gêneros de vida:

· Modo de produção asiático: comunidades de aldeia circundadas pelos campos, dominadas por uma comunidade superior, em geral com uma cidade central.
· Modo escravista: latifúndios no campo, poder centralizado fortemente na elite urbana.
· Modo feudal: paisagem atomizada e celularmente arrumada em anéis concêntricos do feudo, cada anel diferenciando-se do outro por sua atividade de produção específica (pomares, cereais, gado comunitário, reserva florestal, na ordem do afastamento da aldeia central), o conjunto compondo o domínio territorial inconteste do senhor
.

A partir do momento em que o excedente de produção é apropriado pela elite urbana, não mais apenas como valor de uso, subsistência, mas como valor de troca, mercadoria, a cidade transforma-se em centro de produção, surge uma nova classe de “produtores urbanos”, outrora trabalhadores rurais, que será explorada por uma nova classe dominante que acumula “riqueza móvel”, os comerciantes. Segundo Singer (1978):

Nesta fase, a cidade deixa de ser meramente a sede da antiga classe dominante para tornar-se o centro de uma nova classe rival de mercadores, usurários, especuladores, coletores de impostos etc. (...) Tudo isso colocou pressupostos sociais e econômicos que possibilitaram um notável avanço das forças produtivas.


A necessidade cada vez maior de novos mercados força a união de várias cidades-estado formando impérios, no interior dos quais surgirá a divisão regional do trabalho devido à criação de especializações produtivas em cada local, as quais nascem interdependentes entre si de modo a manter a unidade do território.
Com a acumulação de capital e com os avanços técnicos, surge a primeira revolução industrial que irá redefinir a divisão territorial do trabalho, atraindo o camponês para a cidade, gerando um verdadeiro esvaziamento do campo.
A imigração do campo para a cidade desliga o camponês de seu meio de produção, a terra, enquanto, simultaneamente, a técnica impõe ao artesão novos meios de produção mais sofisticados, dos quais ele não é mais o proprietário. Ambos são obrigados a alienar ou o fruto de seu trabalho, ou sua força de trabalho.
Segundo Moreira (1998):

A divisão territorial do trabalho é o esqueleto dessa arrumação do espaço industrial (...) aprofundando sua distinção pela diferença funcional. Doravante, campo é sinônimo de agricultura e pecuária. Fragmentação em múltiplos espaços especializados e diversificados de produção, que elevam a produtividade agrícola, liberam excedentes para a cidade e diminuem rapidamente sua população. Cidade é sinônimo de centro exclusivo da produção industrial e prestação de serviços. Ponto destacado na paisagem do território para onde e de onde fluem as linhas de comunicação e transporte.

Ainda segundo o autor, logo a indústria transporá para o plano mundial essa diferenciação cidade-campo, onde a cidade serão os países desenvolvidos e o campo os subdesenvolvidos, mas isso já é assunto para um próximo artigo, A Divisão Internacional do Trabalho.





Bibliografia.

Moreira, Ruy. O Tempo e a Forma (A sociedade e suas formas de espaço no tempo) in: Ciência Geográfica – Bauru IV Janeiro/Abril, 1998.)

Singer, Paul. À Guisa de Introdução: urbanização e classes sociais, in: Economia Política da Urbanização. São Paulo. Brasiliense, 1978, 5ª. Ed.

79 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  46. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  47. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  49. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  50. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  51. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  52. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  54. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  55. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  56. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  57. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  58. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  59. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  60. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  61. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  62. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  63. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  64. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  65. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  66. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  67. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  68. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  69. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  70. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  71. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  72. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  73. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  74. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  75. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  76. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  77. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  78. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Faça seu comentário estabelecento o máximo de relações entre as ideias, representações, categorias e conceitos estudados.

Loading...