Google+ Followers

quinta-feira, 28 de julho de 2011

exercícios

1. Na formação do povo brasileiro, é inadequado falar em miscigenação racial.




• Faça uma resenha crítica sobre o enunciado com base em nossos estudos sobre o tema.

• É obrigatório o emprego das palavras: etnia (variações); brasilíndio; afro-brasileiro;

2 comentários:

  1. Com a colonização do Brasil, diversas etnias ocuparam o território, juntamente com as já existentes diferentes etnias indígenas. Hoje, o termo raça não é muito utilizado pela improbabilidade da existência de um ser humano totalmente "puro" branco, ou "puro" negro, principalmente no Brasil, no qual diversas etnias européias e africanos se uniram as diversas etnias indígenas. O brasilíndio, uma miscigenação entre etnias indígenas e européias, criou uma nova classe, uma nova identidade social, visto que era necessária a obtenção de uma aceitação social e ocupação. Os brasilíndios tiveram como principal ocupação tangedores de gado. O afro-brasileiro, obteve sua identidade social e uma ocupação como provedor de gêneros alimentícios, pescadores, serventes, etc.

    ResponderExcluir
  2. Não só na formação do povo brasileiro, mas também em qualquer outra miscigenação física/étnica, o termo "raça" passou a ser considerado errôneo. A ciência moderna afirma que a raça humana é única, sem variações, umas vez que etnias africanas, europeias, entre outras, diferem-se apenas em seus fenótipos.
    Os brasilíndios (miscigenação física entre índios e europeus), e os afro-brasileiros (miscigenação física entre africanos e brasilíndios/índios/europeus) são exemplos dessa mistura genética e étnica que constituiu a população brasileira no início da colonização e se estendeu até os tempos atuais.

    2º ano, n° 08.

    ResponderExcluir

Faça seu comentário estabelecento o máximo de relações entre as ideias, representações, categorias e conceitos estudados.

Loading...